quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Vaidade



Eu estava me perguntando até onde chega a vaidade humana. Não digo pela estética, mas pelo prazer. Fico imaginando como seria o mundo desejado por Deus, um mundo de paz. Ontem, quando voltava para casa à pé, peguei uma entrada que dava para o asfalto. Em um certo momento, achei que ainda faltava muito para que eu chegasse e pudesse descansar, então, olhei para trás e vi que se voltasse, poderia entrar de novo no local que estava anteriormente e descansar, era mais próximo.

Era mais próximo, mas não era melhor. Algum momento, eu teria que me levantar, descansado ou não e ir para minha casa. Foi aí que percebi, sempre que voltamos atrás, estamos adiando algo que talvez nos fosse mais oportuno no momento dado. Deus tem um plano para cada um de nós e não devemos adiá-lo, nem tentar refazê-lo. Tens calma irmão, tudo tem seu tempo.

Seguidores