domingo, 8 de julho de 2012

Cazuzando


Não sei fingir o fingimento brutal. Nem cedo minhas verdades em silêncio aos gritos de uma realidade a que não pertenço, porquanto é difícil permanecer imune à virose do zumbi contemporâneo. Espero sadicamente que esse período se dissipe. Totalmente. Até lá, sou obrigado a aturar, entre ânsias de vômito e espasmos enojados, a caretice desse mundo “tão moderno”. Viva a mídia da nova Idade Média.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores