quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Vão-se sentidos



Que não me valham os olhos se eu não puder enxergar. E se, de alguma maneira, eu não puder amar, que se faça em pedaços meu coração. Lábios meus que se partam se eu não puder beijar! E meus ouvidos, tão estritamente valiosos, que caiam aos poucos se assim eu não puder ouvir. Que meus sentidos evaporem todos! Que não reste sequer a minha sombra ou o hálito que me identifica se não tiver a meu lado quem quero. Vou embora, mas que permaneça o que de fato importa. E nos importamos todos, um ao outro, de maneira hipócrita e medíocre. Importa se importar.

3 comentários:

  1. um talento desconhecido
    sentimento a flor da pele
    obra Prima

    vc sabe que ta faltando acrescente

    bjos

    by:mayla

    ResponderExcluir
  2. Nossos pensamentos são as sombras de nossos sentimentos, CUIDADO PARA NAO PERDER SUA SOMBRA...

    ResponderExcluir

Seguidores