segunda-feira, 9 de agosto de 2010

A verdade.

Saber quem é quem não me interessa, o que quero mesmo é saber quem devo prezar. Sei que irei esbarrar com sorrisos falsos, lágrimas forçadas e amor fingido, mas não é isso que quero para mim. Já me basta saber que não sou completo e o que faço é me buscar em outras partes. Estou mais vivo agora porque sei que preciso de algo para continuar, preciso de uma nova fonte para me reabastecer. Não sou degradável. Tenho a capacidade de me renovar e de solidificar as minhas forças, quando necessário. Sou poderoso o suficiente a ponto de saber o meu limite, mesmo batalhando para que ele não exista. Mesmo sabendo que ele sempre vai existir. Só quero saber a verdade que me rodeia. Quero saber a quem devo dar o meu abraço caloroso, o meu sorriso verdadeiro e o meu beijo carinhoso. Devo saber disso quando a verdade aparecer. Estou a ponto de enlouquecer, mas me mantenho equilibrado para permitir que o bem se estabeleça.

2 comentários:

  1. paloma(irmã dele)28 de agosto de 2010 12:25

    texto perfeito,concordo plenamente com vc tente ser amigo de quem gosta de vc e isso vc vai perceber

    ResponderExcluir
  2. Sabe Pablinho, se eu tivesse que escolher entre você e o melhor escritor do mundo, escolheria você pois sei que tem o potencial de ser mais do que ele.. Continue assim, você vai longe garoto!
    Por: Talita Alves, (:
    p.s: esse texto ficou ótimo ;*

    ResponderExcluir

Seguidores